pessoa-preocupada-erro

Você sabe o que é a Cultura do Erro?

As grandes empresas de tecnologia do mundo vêm nos ensinando muita coisa. Com sua abrangência e consumo dos seus produtos em larga escala, elas têm ditado tendências e algumas culturas. Uma delas é a Cultura do Erro.

Essas empresas, nascidas no Vale do Silício na Califórnia (EUA), incorporaram no seu dia a dia de trabalho a mentalidade de que os fracassos, a aprendizagem adquirida com eles, é fundamental para o crescimento do ser humano.

Neste texto vamos entender melhor o que é a Cultura do Erro e como você pode incorporá-la na sua empresa.

CULTURA DO ERRO

Ela não se trata apenas de aceitar os erros, pelo contrário, tem o objetivo de criar uma reação de urgência na resolução dele. Após a falha, busca-se agir com rapidez para corrigi-la.

homem-pensandoUma forma de definir esta cultura, além da rápida atitude perante ao “defeito”, é acreditar que um projeto ou um novo produto, por exemplo, podem ser melhorados. Com isso, desmistifica o pensamento de que tudo está 100% perfeito, e que posteriormente pode haver a necessidade de melhorias na elaboração.

Mas, não se deve ter a mentalidade de que nada ficará bom o suficiente, antes de algo dar errado. Quando ocorrer a falha, aí sim você pode pensar que algo a mais precisa ser feito em relação ao produto ou planejamento desenhado.

AMBIENTE BRASILEIRO

Se você falar para um empresário brasileiro que a organização dele pode crescer com os erros dos seus colaboradores, ele vai ficar espantado. Cometer falhas que a curto prazo afetam negativamente o bom desenvolvimento do negócio, não é bem visto pelos administradores e pelo mercado como um todo.

Mas isso está mudando. As Startups são exemplos de que a Cultura do Erro funciona e prolonga a estabilidade, permitindo um futuro promissor a elas.

Resta, ao longo do bom caminho que está sendo trilhado por esses modelos de negócios, esperar que as demais empresas do país se espelham nelas e busquem melhores resultados através dessa cultura de aprendizado através do erro.

E-COMMERCE

Exemplo mais atual que o mercado eletrônico não tem. A infinidade de erros cometidos, que são estudados e usados para descobrir melhorias, quase que em tempo real, vão alimentando essa Cultura do Erro.

O digital foi evoluindo com as falhas. No início focava-se apenas em conquistar números de views em propagandas secas e sem sentido. Hoje existe toda a questão do Branding da marca por trás de cada campanha ou anúncio feito.

e-commerceO Marketing Digital, que é o conjunto de atividades que uma empresa desenvolve online com o objetivo de criar relacionamentos e novas oportunidades de negócio, é um exemplo bastante rico de Cultura do Erro.

A facilidade como se consegue alterar uma informação ou imagem no ambiente online, e a total capacidade de mensuração dos resultados alcançados, faz com que toda e qualquer campanha de Marketing Digital seja carregada de possibilidade para praticar a Cultura do Erro.

CULTURA DO ERRO NA EMPRESA

formalizar-cultura-do-erroPara que a Cultura do Erro possa ser colocada em prática e traga benefícios para a empresa, é necessário que gestores e colaboradores apoiem e estejam engajados neste desafio. Para que ela funcione é preciso seguir alguns passos:

Formalize o projeto: torná-lo oficial dentro da empresa facilitará a seriedade de todos os envolvidos e trará mais credibilidade a causa.

Valorização do aprendizado: O aprendizado constante, o erro e a busca da solução, devem ser levados em consideração o tempo todo. Cada etapa faz parte do processo, por isso estimular o feedback, ouvir dúvidas, sugestões e questionamentos sobre essa nova forma de lidar com o erro, faz com que todos se envolvam ainda mais.

Uso de tecnologia: ensino atualizado e ferramentas de qualidade permitem um aprendizado mais eficiente e criativo.

CONCLUSÃO

A Cultura do Erro pode ser entendida como a capacidade de ver a falha como algo que traz novos pensamentos e atitudes. Não só isso, é desenvolver o senso de resolução o mais rápido possível, de forma que as consequências do erro sejam mínimas.

Como foi visto, incorporar na empresa este tipo de aprendizado, demanda tempo e envolvimento total de todos que integram o negócio.

Somos seres humanos, estamos suscetíveis ao erro. O que se deve considerar, é que podemos e vamos errar, e o que conta após a falha é o que você vai fazer em relação a ela.

Se você já pratica a Cultura do Erro na sua empresa, conte-nos!