Software de gestão: qual o investimento necessário?

Software de gestão: qual é o investimento necessário?

É muito comum encontrarmos empresários e gestores de empresas, redes ou centrais, que possuem uma demanda muito grande para controlar todas as questões pertinentes ao negócio.

Entretanto, seja por falta de informação ou indicação, muitos acreditam que um software de gestão é demasiadamente caro e não se adequa ao orçamento da empresa, rede ou central.

Hoje iremos falar sobre o investimento necessário em uma plataforma de gestão com o intuito de desmistificar esse pensamento. Até porque, com a evolução da tecnologia, mudou-se completamente a forma de lidar com os dados. Tudo é mais otimizado e facilitado através da automatização.

Gestão automatizada é um caminho sem volta

Você, gestor de uma rede ou central – que não conta ainda com um software de gerenciamento – deve estar pensando que as planilhas de Excel desempenham um bom papel na administração de tudo e que a demanda é mantida no controle.

Porém, não se trata apenas de conseguir administrar através destes métodos, mas sim, de evoluir frente aos avanços que a tecnologia nos propõe.

Seja um negócio pequeno ou grande, apesar das diferenças nas proporções financeiras e de tarefas a serem executadas, ambos precisam de um software de gestão.

Negociações são mais assertivas e rentáveis quando se tem em mãos dados que podem ser cruzados – estes que foram armazenados na plataforma. Além disso, existe uma maior padronização, o número de erros se torna mínimo – senão escasso – e ocorre redução dos custos, pois tem-se uma visão periférica das compras feitas e maior poder de barganha com fornecedores.

Claro, essas são só algumas vantagens, mas contar com esse software contribui para decisões mais contundentes e um caminho mais sólido em busca dos resultados.

Qual o investimento necessário em um software de gestão?

Não vamos apresentar números, porque isso é muito relativo e pode mudar conforme inúmeros fatores (alguns deles você vai entender logo adiante). Porém, listamos algumas mudanças, adequações e bens que possivelmente serão necessários.

Desta forma, você pode analisar o que já possui na sua rede ou central. E assim, estimar o investimento necessário para adquirir um software com o objetivo de alavancar suas ações, dos associados e do negócio como um todo.

Implementação

Software de gestão: qual o investimento necessário?Claro, se fosse apenas o software em si seria ótimo e fácil, concorda? Entretanto, algumas questões precisam ser analisadas. Uma delas é o investimento na implementação. Vamos supor que você já tenha escolhido a plataforma que vai usar.

Tendo isso definido, sugerimos que você entre em contato com a empresa e se informe sobre os sistemas operacionais, servidores e computadores necessários para suportar o software de gestão, de tal forma que o bom funcionamento dele não seja afetado por equipamentos defasados, por exemplo.

Na melhor das hipóteses, é possível que você já tenha a maioria dos equipamentos que atenda a essas necessidades. Se não tiver, pense que é um investimento que vale a pena, principalmente porque irá ajudar no crescimento do negócio.

Licença de uso

Outro ponto é a licença de uso. Geralmente ela pode ser adquirida de duas formas: uma seria vitalícia, onde o software passa a pertencer a empresa e seu uso é indeterminado. E na outra, paga-se um valor mensal ou anual com o intuito de ter o uso liberado.

A Plataforma da AC, focada em redes e centrais, faz uso do segundo modelo. Este no qual os associados pagam uma taxa mensal para terem direito a todos os recursos e benefícios. 

Treinamento dos colaboradores

Software de gestão: qual o investimento necessário?Normalmente essa parte do investimento já está inclusa no pacote quando se adquire o software, mas também representa um custo que consideramos importante mencionar.

Em redes ou centrais de negócios que pretendem trocar o software, esse processo é mais curto e demanda menos recursos. Isso porque todos estão familiarizados com a automatização das ações. O que pode ser necessário apenas, é uma breve apresentação da nova plataforma. Já que cada empresa que o produz desenvolve com especificidades próprias.

Contudo, redes e centrais que irão implementar pela primeira vez, precisam de um treinamento completo e específico no sentido que todos – colaboradores, gestores e associados – aprendam de forma integral as funcionalidades e possam utilizar ao máximo o software. No texto Capacitação dos membros da Central – Entenda como funciona o treinamento da AC, explicamos em detalhes o processo de capacitação de toda a rede ou central para usar em sua totalidade a Plataforma AC.

Manutenção e Suporte

Por ser um software é provável que ele precise de manutenção com uma certa regularidade. Junto a isso, existirão as atualizações. Nesse sentido, essas questões sendo resolvidas pessoalmente ou à distância tem custo. E ainda, colaboradores podem ter dúvidas ao longo do tempo, precisando de total atenção do suporte.

Esses custos possivelmente estarão inclusos no valor mensal e estamos mencionando porque eles também influenciam no valor. Afinal, é preciso tempo, conhecimento e, às vezes, equipamentos da equipe do suporte para atender todas essas necessidades que a rede ou central pode solicitar.

Customização

A grande maioria dos softwares de gestão oferecem a customização para melhor atender as necessidades do negócio em específico. Esse aspecto é muito vantajoso, pois quanto mais afunilado forem os módulos e ações que a ferramenta oferece, mais otimizados serão os processos e resultados.

Contudo, é provável que essa customização agregue no valor final. Mas isso não quer dizer que o valor será insustentável. Pelo contrário, colocando na balança, a escolha se torna positiva a médio e longo prazo.

A Plataforma de gestão da Área Central, por exemplo, foi desenvolvida especialmente para atender as necessidades de gerenciamento das redes e centrais de negócios. A customização já faz parte dela antes mesmo de você adquiri-la.

Constantemente são realizadas atualizações e melhorias nela, levando em consideração as demandas de módulos e ações que nossos clientes – gestores e associados – nos apresentam através de sugestões.

Ela é constantemente revitalizada a fim de se tornar mais exclusiva e rentável a redes e centrais de negócios.

Custo por número de usuários

Software de gestão: qual o investimento necessário?Esse ponto também é fundamental apresentarmos aqui, pois ele também é levado em consideração no valor do investimento. A regra é óbvia, quanto mais usuários, maior será o valor acrescentado.

Toda a questão de implantação, treinamento, suporte e manutenção precisa ser pensada para atender com qualidade determinadas pessoas. Todos os auxílios precisam ser redobrados.

Conclusão

Essas foram as questões mais importantes que você precisa considerar na hora de investir em um software de gestão.

Como já mencionamos acima, automatizar a gestão é um caminho sem volta e que precisa ser percorrido urgentemente. Como o fluxo de compras e de dados nesse modelo de negócio é grande, o software se faz extremamente indispensável.

O sucesso das redes e centrais está pautado no bom gerenciamento dos dados que circulam. E mais do que isso, na capacidade estratégica de gestores e associados transformarem os dados obtidos com o software em informações valiosas. Estas que podem otimizar negociações, recursos e ações como um todo.

Tem interesse em conhecer a Plataforma da Área Central? Solicite agora uma demonstração gratuita e se surpreenda com essa ferramenta exclusiva para redes e centrais de negócios!

Leave a Reply