Principais ganhos das centrais de compras

Os maiores ganhos obtidos pelos associados das centrais/redes de compras, contabilizados desde sua fundação e apontados nas principais redes de sucesso com credibilidade no mercado, legitimando as ações empresariais e redimensionando a relevância da empresa em seu ambiente comercial, tem sido:

  • Conquista de novos relacionamentos empresariais com universidades e agências estatais;
  • Criação e valorização da marca através do marketing compartilhado;
  • Redução dos custos através das compras conjuntas;
  • Cursos de capacitação gerencial e qualificação profissional;
  • Novas vagas de empregos;
  • Assessoria e consultoria em diversas áreas, ampliando a prática gestora dos associados;
  • Planejamento estratégico e gestão compartilhada;
  • Troca de informações e experiências;
  • Incremento à motivação e confiança no negócio;
  • Acesso facilitado à crédito em instituições financeiras;
  • Ampliação de parcerias (fornecedores) e, consequentemente, otimização dos preços negociados;
  • Pulverização das verbas de propaganda;
  • Integração das famílias dos associados;
  • Escritório central da rede adequado às necessidades funcionais dos associados;
  • Expansão do quadro de associados.

Exemplos como o ora relatado há em profusão em todo o País, apenas diferenciando-se em seus quesitos de dificuldades, ganhos e vantagens conforme sejam as redes que se queira analisar. Mas, em comum, há o principal ponto positivo que sustenta este formato negocial: a união de forças e seus consequentes benefícios – princípio histórico milenar que caracteriza as sociedades organizadas.
O que muitas centrais de compras e redes têm em comum é o uso de um sistema, que permita o gerenciamento de suas ações e a prática de compras conjuntas com facilidade.

Fonte: Revista Acrescentar.