Área Local

Por que é importante monitorar seu concorrente?

Muitas empresas avaliam seus processos internos e fazem estudos sobre o comportamento de seus clientes e as principais tendências no mercado. Isso é fundamental e muito vantajoso. Porém, outra preocupação que deve existir para quem deseja se destacar no mercado e muitas vezes é esquecida é analisar os concorrentes. Afinal, qual a importância ou finalidade de monitorar os concorrentes? Como fazer isso de forma útil? Confira aqui.

Ao analisar os concorrentes, o empreendedor adquire conhecimentos que auxiliam na expansão do negócio e do produto oferecido. Mas, para isso, é fundamental que o próprio empreendedor tenha registro dos seus dados a fim de comparar com o dos seus concorrentes. Para realizar essa ação, primeiramente, alguns pontos principais devem estar em foco: procure identificar os pontos de venda que oferecem produtos similares aos seus; defina os pontos fracos e fortes dessas empresas (e do seu); identifique as oportunidades e ameaças do negócio.

Por quê monitorar?

O monitoramento da concorrência traz muitas vantagens para sua própria empresa. Ao monitor, é possível compreender melhor como os concorrentes reagem à crises e oportunidades e quais são seus principais pontos fortes e fracos. Assim, o gestor pode realizar um comparativo com seus processos internos e identificar os pontos que precisam ser aprimorados dentro de sua empresa.

Área CentralTornar os preços do seu negócio mais competitivos e melhorar as estratégias de divulgação, atuação e relacionamento com os clientes são os exemplos mais comuns de melhorias que a análise de concorrência pode fornecer. Por exemplo, ao avaliar os principais motivos de reclamação dos clientes de sua concorrência, dá para identificar como seus próprios processos podem ser melhorados de forma a suprir as demandas dos possíveis clientes.

Como monitorar a concorrência?

É importante pensar na análise dos concorrentes como se fosse uma análise de sua própria empresa. A dica primordial é definir quais aspectos serão avaliados. A partir daí, é possível se fazer algumas perguntas: quais canais de relacionamento o concorrente utiliza? Como é a sua estratégia de atuação? Quais seus principais clientes e o que os tornam engajados com a marca? Quais são as reclamações mais frequentes dos clientes nas mídias sociais? Assim, é possível levantar muitas informações. Esses dados irão contribuir tanto para analisar e monitorar a concorrência, quando para avaliar e aprimorar os seus processos internos. 

Os principais pontos que devem ser observados na atuação dos concorrentes são:

– Preço

Avaliando os preços da concorrência, é possível compreender se os seus preços estão acima ou abaixo do que é praticado e realizar ajustes, se necessário. Isso é importante para que a sua prática esteja condizente com a realidade do mercado.

– Relacionamento com clientes

Veja como o concorrente se relaciona com os clientes. Observando isso, é possível identificar quais são as melhores práticas e quais são as principais deficiências.

– Ações de marketing

Como os concorrentes realizam a divulgação e a comunicação com os clientes? Os resultados são positivos? Que tipos de ações parecem fazer mais sucesso?

– Presença na internet

Com a evolução da internet, várias empresas mantém um relacionamento multicanal com seus clientes. É importante que você observe quais são esses canais usados e se há algum que você não atua e possa estar perdendo espaço.

Dicas

Hoje em dia, com a internet, é muito mais fácil reunir informações sobre os concorrentes. Uma pesquisa rápida no Google para encontrar o site da empresa e as redes sociais já são “uma mão na roda”. Mas, justamente por causa dessa quantidade de informação, pode ficar mais difícil coletar os dados que realmente fazem diferença para sua análise. Veja a seguir algumas dicas para realizar uma análise mais acertiva.

Analise os canais de comunicação

Área CentralChecar o website do concorrente é uma ótima maneira de entender como ele se relaciona com o público. Que tipo de conteúdo eles postam? Com que frequência? O site é responsivo?  Identifique os pontos positivos do site do seu concorrente e veja se é possível adaptá-los para o seu negócio. Lembre-se que adaptar não significa fazer exatamente a mesma coisa. Nem tudo que funciona para os outros pode funcionar para você. Por isso que um comparativo com as suas próprias ações é fundamental.

Monitore redes sociais

Além no site, o segundo melhor lugar para monitorar a sua concorrência são as redes sociais. Você pode otimizar essa análise criando uma tabela para listar o nome de todos os seus concorrentes e as redes sociais onde eles possuem perfil ativo e atualizado constantemente. Verifique Facebook, Twitter, Youtube, Instagram, Pinterest, Google Plus, etc. Mas sempre priorize aquelas que concentram uma quantidade maior de potenciais clientes do seu setor.

Inscreva-se para receber conteúdo

Sim, inscreva-se para receber conteúdo do seu próprio concorrente. Uma das principais vantagens da internet é a facilidade de iniciar um diálogo online e nem sempre precisar se identificar. Aproveite-se disso e monitore o que o seu concorrente tem falado para a base dele. Increva-se por um e-mail pessoal, entre em contato com a equipe de suporte e, se possível, até interaja nas redes sociais. Essas interações ajudarão a identificar como seu concorrente nutre o relacionamento com os consumidores dele, além dos tópicos e a linguagem que agradam o seu público-alvo.

Registre os dados

Monitorar a concorrência não pode ser algo pontual. Trata-se de um processo que deve ser realizado periodicamente e de forma muito organizada. Só com os dados organizados é que será possível comparar com os seus próprios dados e tirar proveito da análise. Mais importante que estabelecer uma frequência de análise, é usar os dados coletados para elaborar um plano de ação. Assim, é possível fazer melhorias no seu negócio! Não se esqueça: o objetivo principal é esse.

Leave a Reply