Área Central

Gestão organizacional: o que é

Com o objetivo de melhorar os processos internos, a colaboração da equipe e atingir os resultados esperados, a gestão organizacional é uma estratégia utilizada pelos gestores de empresas. O modelo conta com várias etapas e a execução de cada uma delas é essencial para o melhor funcionamento do negócio. Ele também é fundamental nas empresas organizadas em redes, especialmente para o uso correto dos dados e informações entre os associados e pelo setor administrativo. Além disso, é através dessa gestão que se pode implantar a cultura organizacional, mantendo todos os colaboradores e associados como participantes ativos do processo gerencial.

Estratégia Empresarial

Como sua empresa se define? Quais são os princípios e valores do negócio? Como cada colaborador contribui para o sucesso dos resultados?

As respostas dessas questões devem ser conhecidas para que exista gestão organizacional, pois ela exige que as estratégias e a cultura empresarial (políticas, missão, práticas e valores) estejam sempre bem delimitadas e alinhadas. Para isso, a elaboração de um plano de ação que viabilize a conquista de resultados é imprescindível. Bem como a utilização de indicadores de desempenho como métricas de avaliação. Ou seja, a gestão organizacional é responsável por definir estratégias efetivas e assertivas para o crescimento e expansão dos negócios.

Definição de Gestão Organizacional

Este modelo nada mais é do que a administração de um negócio, empresa ou organização. Ele objetiva alcançar metas e, com isso, conquistar resultados positivos e rentáveis. Sua principal finalidade é conduzir pessoas e processos de forma eficaz, promovendo constantes melhorias, e também se preocupa em criar um ambiente colaborativo, motivado e propício ao autodesenvolvimento.

Avaliação de Processos

Quando definidas as estratégias e colocadas em prática, é necessário realizar a análise dos processos organizacionais, sejam eles: gerenciais ou operacionais. Essa etapa permite a verificação dos resultados desejados. Define se eles estão sendo alcançados e dá clareza sobre o que ainda pode ser feito para a melhoria do desempenho. E ter uma visão geral dos processos dentro da gestão organizacional é importante, especialmente, para ampliar o diálogo entre os colaboradores.

Melhoria do Ambiente de Trabalho

Grande parte da garantia de sucesso da gestão organizacional está no capital humano. Dito isso, é muito importante o investimento constante nos colaboradores e associados (no caso das redes). O gestor deve oferecer sempre melhorias e apoio para, assim, estimular o desenvolvimento contínuo, e não esquecer que a motivação e o comprometimento da equipe são fundamentais para alcançar os resultados almejados.

Organização em Redes

Uma organização em rede é a interligação de uma organização. Ou seja, quando um conjunto de indivíduos interagem para alcançar um propósito – uma missão – em comum. Para esse processo funcionar, é preciso estabelecer parcerias e estreitar sinergias. Redes não são organismos com um estrutura organizacional definida e uniforme, elas normalmente são flexíveis, fluidas e descentralizadas.

As redes permitem a convivência e o trabalho comum de grupos e organizações bem diferentes, que não necessitam alterar suas posições particulares para atuarem em conjunto. Nesse contexto, a gestão organizacional se faz ainda mais importante.

Gestão da Informação na Rede

No ambiente de rede, é essencial a partilha de informação, de competências e de conhecimento. Atualmente, essa ação é feita por softwares e internet, de forma simples e eficiente através dos associados e colaboradores.

Naturalmente, o conceito de organização em rede está ligado ao conceito de Sociedade da Informação. Ela corresponde “a uma sociedade que recorre às Tecnologias da Comunicação e Informação para a troca de dados em formato digital, suportando a interação entre indivíduos e entre estes e instituições, recorrendo a práticas e métodos em construção permanente”. (Gouveia e Gaio, 2004). Dessa forma, podemos concluir que a organização em rede é possível devido a um uso crescente do digital, possibilitado pelo uso intensivo de tecnologias.

Cultura Organizacional

Por definição, a cultura organizacional são todas as práticas, hábitos e comportamentos que envolvem a rotina da empresa. Ela funciona como um guia para todos os membros da instituição nas ações, processos e decisões. Contudo, a cultura organizacional não é algo absolutamente rígido. Os valores, princípios e objetivos vão sendo moldados ao longo dos anos, tanto pelos líderes quanto por cada pessoa que entra para o time da empresa. No caso das redes, a cultura é formada unindo os conhecimentos e objetivos de cada uma das empresas associadas e participantes, chegando num desejo em comum.

Como manter os associados ativos na cultura organizacional?

Não se pendura a cultura organizacional em um quadro na parede de cada estabelecimento. Sua prática deve ser construída diariamente, tanto por gestores como por colaboradores. Nessa dinâmica, o papel dos líderes é fundamental para lembrar o time qual a direção seguir. Nas redes, a comunicação efetiva entre os associados e a gerência são o que garante o sucesso da cultura proposta pela organização. Como melhorar esse processo? Atente-se as duas próximas dicas:

Diagnóstico

Para manter todos os associados dentro da cultura organizacional da rede, é necessário, primeiramente, um diagnóstico da situação atual da empresa. O estilo de gestão, os planos estratégicos, metas, missão e valores devem ser definidos e conhecidos por todos. É importante recolher a opinião de todos os associados sobre cada um desses itens. Esse exercício ajudará tanto nas tomadas de decisão quanto na adoção das melhores práticas que beneficiam toda a rede.

Comunicação

A criação de um plano de comunicação interna é uma das principais medidas para o sucesso de uma rede. Os associados devem ser noticiados sobre tudo o que ocorre na organização e que são de seus interesses. Quando as pessoas não são abastecidas de informação, elas tendem a criar as suas próprias, o que pode levar associados a se desligarem dos objetivos gerais da rede e perderem-se no caminho.

A utilização de Softwares de Gestão é a medida mais eficaz nesse sentido. A Área Central, por exemplo, é uma plataforma para gerenciamento de redes, onde é possível não só controlar as compras compartilhadas (por meio da central de compras), como também garante a comunicação efetiva entre os associados e a administração geral. Além disso, o software armazena dados importantes sobre cada membro da organização. Isso possibilita o acesso à informações fundamentais sobre cada associado, que farão diferença nas decisões estratégicas da rede como um todo.

Área Central