Franquias

Franquias para expansão das Centrais de Negócios

A economia brasileira atual vem sentindo um grande impacto causado pelo avanço do setor de franquias no país. Por isso, como acontece com toda atividade que gere resultados significativos, o interesse pelas franquias está aumentando cada vez mais. Todo empreendedor sonha em ver seu negócio crescer, não é mesmo? As franquias são uma excelente alternativa para isso. E esse mercado conquistou também as Centrais de Negócios, que encontraram no sistema de franquias mais uma chance de expandir seus empreendimentos.

O que é uma Franquia?

A Lei 8.955 de 15/12/1994 define a questão das franquias no Brasil. Em uma definição simples, uma franquia é um sistema que consiste em um acordo entre duas partes em que uma é o franqueador e a outra o franqueado.

O sistema empresarial de franquias consiste na venda de licença, na qual o franqueador (o detentor da marca) cede ao franqueado (o autorizado a explorar a marca) o direito de uso da sua marca, patente, infraestrutura, know-how e distribuição exclusiva (ou semi-exclusiva) de produtos ou serviços. Eventualmente, também cede ao franqueado direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócios, ou um sistema operacional desenvolvido ou detido pelo franqueador. Porém, tudo isso acontece mediante remuneração direta ou indireta, sem caracterizar vínculo empregatício. Assim, entre os principais direitos cedidos, estão: o de uso da marca, o de comercialização, o de um sistema de operação e também o de gestão.

O franqueado investe e trabalha na franquia e paga parte do faturamento ao franqueador sob a forma de royalties.

A franquias são tidas atualmente como uma excelente ferramenta de negócios, que beneficia todas as partes. É uma vantagem para o franqueador, que, transformando sua marca em uma rede de franquias, pode replicar o sucesso das operações. E uma vantagem para o franqueado, que pode começar no mundo dos negócios com acesso a toda uma estrutura e know-how já consolidados. Ninguém duvida de que uma franquia, quando bem administrada, pode ser um ótimo negócio!

Desafios

Abrir uma rede de franquias é um grande passo para os negócios, porém alguns cuidados são necessários. Para o especialista do setor, Marcus Rizzo, muitas redes de franquias acabam cometendo erros graves, que culminam no fim da expansão e prejuízo para o empreendedor.

O maior dos erros é não seguir uma estratégia de crescimento adequada ao modelo de negócio. Marcus conta que o primeiro passo para qualquer plano é dominar o mercado em que a marca já está inserida. “Unidades franqueadas sem o devido suporte e a ‘tropicalização’ do negócio acabam adaptando características e produtos da franquia à região onde ela está sendo instalada, perdendo assim seu padrão. O resultado é a descaracterização completa da franquia, que não tem um plano de expansão para traçar seu crescimento“.

Esse é um ponto que deve ser observado pelas Centrais de Negócios, que naturalmente já contam com modelos de negócio diferenciados e inovadores.

Franquias para Centrais de Negócios

RedesO consultor e diretor da Redexpert, Adriano Dienstmann, comenta que as franquias podem ser uma alternativa eficaz na expansão das redes, pois permitem que pequenos empreendedores, sem experiência na área, montem um negócio com risco minimizado. Além disso, ele indica quais características o negócio deve ter para começar a pensar na expansão: “Para expandir a rede, seja através da franquia, licenciamento ou conversão, o modelo de negócio deve ter duas características essenciais: replicável e rentável.”

Do ponto de vista do empreendedor interessado em adquirir uma franquia, ele cita as vantagens e desvantagens:

  • Vantagens:

– Iniciar um negócio contando com a credibilidade da marca do franqueador;
– Contar com o know-how e apoio do franqueador;
– Existência de um plano de negócio que reduz o risco do investimento;
– Economia de escala: compras, propaganda e investimento nos ativos fixos, como máquinas, equipamentos e instalações;
– Independência jurídica e financeira franqueador e franqueado;
– Legislação específica que regula a relação entre as partes.

  • Desvantagens:

– Investimento inicial elevado, envolvendo taxas de franquia, reformas, instalações, equipamentos e estoque inicial;
– Custo mensal, envolvendo royalties e fundo de propaganda;
– Pouca flexibilidade do franqueado: o sistema é formatado para monitorar e controlar as operações do franqueado com o objetivo de manter os padrões da marca;
– O risco de ocorrência de falhas no sistema do franqueador pode impactar negativamente no abastecimento do franqueado;
– Localização forçada: o franqueador determina onde localizar o negócio;
– Processo decisório pode ser unilateral, ou seja, o franqueador determina as regras da operação sem obrigação de consultar os franqueados.

Um caso de Sucesso: Farma&Farma

A rede farmacêutica Farma&Farma optou pela franquia para acelerar sua expansão. A rede foi eleita a terceira melhor franquia do Brasil para se investir no setor cosmético, perfumaria e farmácias, segundo o Guia de Franquias da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, publicado em junho de 2017.

O Presidente da Farma&Farma, Rinaldo Ferreira, relata: “Já faz alguns anos que somos citados na lista, mas desta vez repetimos a melhor colocação que já tínhamos obtido. Muito disso é reflexo do desempenho de crescimento sempre acima do mercado, que estamos obtendo, além da busca pela excelência em qualidade e prestação de serviços à sociedade.”

Atualmente, a Farma&Farma possui 170 farmácias franqueadas e a expectativa é finalizar o ano com 190 lojas. No entando, segundo o Presidente, o mais importante para a rede é o crescimento das lojas já existentes. “Interessante observar que grande parte de nossas lojas eram pequenas, mas que com o tempo obtiveram um grande crescimento no faturamento”, finaliza Ferreira.

Franquia Área Central

FranquiasA Área Central também aposta neste sistema para continuar como líder de mercado. Abrindo a oportunidade para franqueados, a empresa busca estar mais próxima do cliente e aumentar a atuação nacional. Os principais objetivos são ter uma força de vendas maior e buscar pela redução de esforço comercial e de custos operacionais.

O Franqueado da Área Central terá apoio e know-how de uma empresa com mais de 10 anos de experiência no segmento de redes e centrais de compras, além de apoio de marketing, suporte técnico e atendimento ao cliente.

A franquia é indicada para consultores e empresas de sistemas, que possuem ou pretendem ter em sua carteira de clientes redes ou centrais de negócios.