Confira essas 8 Dicas de vendas para lojistas

O empreendedor lojista que faz parte de uma Central de Negócios sabe que a rede faz uma importante diferença nas vendas, seja projetando ações conjuntas (como as promoções e tabloides), seja realizando treinamentos de equipes ou dando um “up” no marketing de todos os associados. Porém, os lojistas não podem depender apenas das ações da rede para vender e prosperar! Pensando nisso, escrevemos este post para dar 8 dicas de ações individuais que os lojistas podem ter para expandir seus negócios, além das estratégias em rede.

O desenvolvimento tecnológico trouxe um novo ritmo de vida às pessoas e, com isso, também uma nova maneira de consumir. Sua empresa está mudando junto com os novos hábitos de consumo? Algumas estratégias incluídas nesta publicação são estratégias tradicionais de vendas, como o gerenciamento correto da equipe e a observação do gosto do cliente. Já outras, são estratégias que surgiram recentemente, como o uso das mídias sociais e a ideia de venda de experiências (e não de produtos). Fique atento às dicas!

  1. Não espere o cliente chegar, procure-o

    Seja mais ativo em vez de esperar que a venda ocorra por si só. Nos horários de menos movimento, incentive seus vendedores a ligar, enviar e-mails ou até mesmo usar o Whatsapp para divulgar ofertas e convidar o cliente para ir até a loja. Se sua loja ficar num shopping ou centro comercial, você pode elencar um ou dois funcionários para circularem com panfletos de promoção ou conteúdos sobre a loja.

  1. Reuniões com a equipe

A equipe de vendar precisa de um momento para conversar sobre metas e falar de problemas dos produtos e de clientes. Esse espaço deve ser semanal e não pode ser longo: 30 minutos é o bastante. Estes pequenos momentos podem ser vistos como perda de tempo, mas cuidado: ao abrir mão destas reuniões, você terá uma equipe sem preparo para atender bem a seus clientes e isso pode aparecer de forma negativa no desempenho das vendas.

  1. Ponha as boas práticas no papel

Crie um regimento interno para o seu negócio, ou seja, um documento impresso que possa ser consultado pelos funcionários – para os nortear a agirem conforme as estratégias definidas. A sua equipe não vai adivinhar as boas práticas do seu negócio, nem decorá-las de imediato. É importante manter uma documentação para o sucesso do negócio, até mesmo pensando no rodízio de funcionários.

  1. Preocupe-se com o ambiente

 Fachada loja, vitrine, entrada, corredores, sinalização, precificação, sonorização, iluminação e todos os diversos elementos que compreendem o espaço devem ser pensados para proporcionar a melhor e mais intuitiva experiência para o cliente. Faça um checklist de tudo que pode influenciar na venda e no bem estar do seu cliente dentro da sua loja. Em seguida, observe com cuidado e corrija o que não está bom. Reforce o que está positivo! Se a Rede da qual você participa possui uma Identidade Visual específica, garanta que você está a par com os outros associados e a própria rede. O visual de unidade gera força e é um ótimo elemento de marketing!

  1. Produtos pensados para seus clientes

Um dos segredos para o sucesso da loja é comprar muito bem dos fornecedores, isso inclui negociar bem e, se possível, pagar à vista. As compras feitas através da Central podem ajudar nisso. No entanto, lembre-se também de escolher mercadorias que atendam às necessidades das pessoas da sua comunidade e região. Encher sua loja de mercadorias sem esta seleção estratégica pode resultar em perda de interesse dos consumidores. Portanto, ofereça os produtos que a rede compra e fornece em conjunto, mas mantenha-se atento às características particulares e gostos específicos de seus clientes.

  1. Personalização do atendimento

Em sintonia com o item anterior, procure conhecer melhor seu cliente: saiba o que ele gosta e o que o interessa. Se o tamanho da sua loja possibilitar, crie uma lista com o nome do consumidor, dados básicos para entrar em contato com ele e seu gosto. Quando mandar promoções ou anúncios, tente direcionar a clientes específicos. Essa é uma forma de demonstrar interesse por ele!

  1. Apareça no mundo digital

5Uma das dicas mais importantes desta lista: esteja na web! Atualmente o consumidor está online e temos muita tecnologia disponível, por que não invetir numa presença online para seu negócio? O primeiro passo é cadastrar seu negócio no Google. A plataforma sempre privilegia empresas locais em buscas. As redes sociais também são ótimas para os negócios: use-as para conversar/se relacionar com seu consumidor. Divulgue sua empresa na Internet! Estes novos formatos estão dando muito certo no mundo todo. Procure especialistas em publicidade ou agências de marketing digital e, se não achar ou puder pagar, oriente-se pela própria internet em como começar a usar as redes sociais de forma estratégica.

  1. Venda mais que produtos

No mundo atual não adianta mais vender apenas o produto. A concorrência é enorme e provavelmente outras lojas possuem o mesmo produto que você. Os clientes do novo perfil de consumo querem ser bem atendidos! Por isso, tente agregar serviços a seu negócio. Pode ser entregas com hora marcada, treinamento para produtos especiais e até demonstração de produtos a domicílio. Veja onde o seu tipo de negócio permite inovar e invista!

Bônus – Dica Essencial: Vá para a linha de frente e ouça seus clientes!

Quando um empreendedor começo um negócio está sempre em contato com o cliente, mas ao crescer um pouco, precisa ir para atrás de uma mesa administrar. Se reconhece? Então, vá para o balcão principal e converse com seus clientes. E esteja pronto para ouvir críticas. Não fique se justificando, anote todas e use na sua reunião semanal com a equipe. A crítica ensina mais que um elogio! E o contato com o cliente é o caminho mais curto para o sucesso do negócio.