Centrais de negócios o pontos para o crescimento

Centrais de negócios: 8 pontos a serem analisados para alcançar o crescimento!

Alcançar o crescimento, se consolidar no mercado e conquistar cada vez mais clientes é o desejo de todas as centrais de negócios. E mais do que isso, elas querem fidelizá-los, tornando-os consumidores fiéis das empresas associadas.

Contudo, esse desenvolvimento pode ser uma incógnita, principalmente a redes e centrais que tenham poucos anos de mercado.

Muito se aprende ao longo do tempo, mas é possível aprender com os que já chegaram lá, concorda?

Então, com base no que visualizamos do que é vivido por nossos clientes, queremos apresentar 8 pontos que contribuem para o crescimento! Confira e comece a implementá-los ainda hoje!

A importância de se atualizar nas centrais de negócios

Antes de elencarmos questões que podem ser trabalhadas e que ajudam no crescimento da central de negócio, queremos falar com você um pouco sobre a relevância de buscar atualização.

Seja uma central com muitos ou poucos anos de mercado, a busca por novas práticas, ações e melhorias deve ser contínua.

Independente do segmento de atuação o foco está em oferecer o melhor em produtos aos consumidores finais, concorda? Por isso, é preciso se empenhar a fim de andar lado a lado com eles.

Estar a frente dos concorrentes em relação ao preço não é só o que conta. Novas estratégias de marketing devem acompanhar as necessidades dos clientes, de qual forma você quer ser visto e lembrado?

Os pontos que vamos apresentar a seguir dizem respeito não só aos clientes – que aqui atribuímos grande importância – mas também ao trabalho realizado dentro das centrais de negócios.

Planejamento

planejamento

O planejamento é indispensável nas centrais de negócios, pois além de agrupar as expectativas dos empresários, ele permite um desenvolvimento também dos negócios individuais.

Isso porque todos os gestores utilizam o planejamento como ferramenta no seu trabalho, mas normalmente adotam um planejamento informal – não escrito, com prazos curtos, elaborados baseando-se em experiências passadas e ajustando situações conforme o desenvolvimento das ações.

Então, o planejamento que engloba os próximos passos da central vai contribuir no alinhamento dos passos a serem dados pelos empreendedores associados.

O principal benefício e, quem sabe, o mais valioso, está na possibilidade de mensuração dos resultados. Ou, em todos os casos, no acompanhamento do que vem sendo feito. Com metas e objetivos traçados no planejamento, no andamento das ações é possível identificar o que está dando certo ou não.

E vamos além, já que a criação e utilização dele pode colaborar para resultados imensuráveis, como melhor organização da central e soluções para dificuldades individuais, não perceptíveis antes do planejamento.

Marketing

Em um texto que apresentamos sobre negociações – como ir além das compras em conjunto, pontuamos a importância que o marketing tem, bem como, a necessidade de enxergar além das compras e das práticas comuns nas redes e centrais de negócios.

É preciso desenvolver o marketing da sua central. Já repetimos muito esse assunto, mas vamos reforçar novamente.

O seu cliente e o cliente dos outros associados precisam ser impactados de forma inovadora, a experiência que ele vive ao comprar um produto na sua loja precisa ter “algo a mais”.

Com estratégias de marketing desenhadas, é possível desenvolver ações e práticas incríveis a fim de atiçar o seu cliente e os clientes futuros.

Cada passo que você der, seja no meio digital ou no meio offline, precisa ser estrategicamente pensado para cativar o consumidor final.

Encontrar em quais canais de comunicação seus clientes em potencial estão e traçar estratégias de marketing para chegar até eles, já deixou de ser uma escolha. Se tornou necessidade para qualquer empreendedor que queira crescer no mercado, seja ele associado de uma central de negócio ou não.

Engajamento dos associados

Engajamento dos associados

Esse é mais um ponto que já falamos no conteúdo como engajar os membros passivos, aqui do blog, um fator que influencia muito no crescimento das centrais de negócios e compras.

Ao se tornar integrante de uma rede, o empreendedor vai em busca de compras mais vantajosas, preços de venda mais competitivos e ganho de espaço no mercado.

E ele normalmente tem acesso a tudo isso opinando e contribuindo nas decisões, já que ele também tem o direito de intervir nas ações na mesma proporção de qualquer outro associado.

Porém, assim como ele pode ser ativo e dar dicas aos outros associados e apresentar ideias que podem ser praticadas por todos, ele pode se retrair e não participar de nada. E ainda sim, ter bons resultados participando da central.

Resumindo? Ao integrar uma central de negócio, você possivelmente terá uma melhora significativa nas vendas contribuindo ou não com suas ideias e conhecimento de mercado. Até porque, se você não estiver engajado, os outros estarão.

Contudo, a união faz a força. Quanto mais associados estiverem unidos em melhorar o poder de barganha junto aos fornecedores e em realizar novas estratégias para a captação de clientes, por exemplo, maiores serão os ganhos individuais e coletivamente.

Percebeu a necessidade de engajar os associados? Em um texto publicado no blog sobre planejamento e a importância dos associados participarem dele, Jouberto Fernando Matte, consultor de redes, menciona algo muito relevante que reforça a influencia do engajamento. Ele diz que é preciso enxergar a rede ou central como extensão da empresa.

A partir do momento que o membro da central a enxergar como uma extensão de sua própria empresa, seu engajamento será maior. Isso porque, se ele quer o crescimento do próprio negócio, vai trabalhar para que a central cresça também.

Estudo de mercado

Faça uma análise rapidamente: quantos concorrentes sua rede ou central tem no momento? Conseguiu lembrar com facilidade? Se sim, isso já é um bom sinal.

Saber quem são os concorrentes, o que eles estão fazendo e o que está trazendo resultados é fundamental. E não só desse ponto de vista, mas também em relação aos consumidores.

O que eles estão consumindo? Quais são os canais que eles usam para se informar sobre um produto? Como eles chegam até sua loja? Qual experiência eles buscam?

O estudo de mercado vai contribuir para que as centrais de negócios identifiquem ações que estão sendo realizadas e que podem servir de parâmetro a ideias e novos caminhos a serem adotados pela central.

Troca de experiência

A troca de experiências está muito relacionada com o engajamento dos associados. Naturalmente, se eles forem atuantes dentro da central, mais fácil será para ocorrem as trocas.

Ela é crucial no crescimento, pois todo aprendizado que os empreendedores carregam consigo até ali pode contribuir para avanços em diversas áreas que dizem respeito a todos.

E em relação a criar a primeira oportunidade de troca, cabe ao gestor da central de negócio dar o primeiro passo. Se você é um e sua central ainda não realiza essa prática, indicamos que você comece a fazê-la com o intuito de que todos se beneficiem das ideias, práticas e melhorias que podem surgir dessas trocas de experiências.

Nunca sabemos tudo, concorda? Essa troca de conhecimento e experiências de mercado já vividas vão agregar não só para as ações serem mais assertivas, como também, para tornar os associados ainda mais engajados no sucesso do outro e da central como um todo!

Governança Corporativa

Basicamente a Governança Corporativa delimita um caminho de clareza a ser trilhado pelas redes e centrais de negócios. Como assim? Ao implantá-la o relacionamento entre associados, gestores, colaboradores e órgãos de fiscalização se torna mais transparente, já que existem muitos negócios amparados por uma única marca.

É interessante mencionar os princípios que norteiam essa prática: transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa.

Qual a relação da Governança com o crescimento da central? Seguindo os princípios que a norteiam, ele será organizado, pautado pela confiança, o que consequentemente tornará os associados mais engajados e irá atrair mais investidores, dentre tantos outros benefícios.

Tudo está interligado. A Governança Corporativa vai permitir maior transparência nas ações e mecanismos mais estruturados que vão fortalecer a relação entre os associados e deles com o mercado.

Investimento

investimento

Considerando que a central de negócios conte com uma estrutura física para atendimento e reunião de associados, temos aí um investimento. E não só isso, são muitos outros pontos que necessitam dele para que a central possa continuar crescendo.

Por mais que se trate de uma relação associativista, ela demanda recursos financeiros para se manter e continuar a progredir no mercado.

Logo acima falamos do marketing, lembra? Para que ele se faça presente e proporcione avanços para a central frente aos consumidores, é preciso investir, seja em pessoas, conhecimento, serviços, etc.

Divulgação nas redes sociais, campanhas com encartes, mudanças no PDV, tudo precisa de um aporte financeiro.

Nesse sentido, algumas redes e centrais optam por “cobrar” dos associados uma mensalidade a fim de ter um caixa para questões pertinentes ao meio. Não se trata de valores altos, mas que com certeza contribuem para investir em estratégias que possam melhorar as vendas e assim expandir a central.

Automatização dos processos

Automatização de processos

Seja pequena ou grande empresa, atualmente um software de gestão é essencial ao crescimento de um negócio no mercado.

Não só pelo volume de clientes, mas pela demanda de negociações e ações necessárias a uma boa gestão, o software se faz ainda mais relevante dentro das redes e centrais de negócios.

São incontáveis negociações, diversos associados, inúmeros fornecedores, várias transportadoras e questões importantes que não podem ser perdidas em uma conversa. Tudo isso precisa estar em uma única plataforma e devidamente organizado.

Com o software de gestão da Área Central, por exemplo, os dados disponibilizados pelos associados podem ser analisados em tempo real pelo gestor.

Nesse sentido, o cruzamento de informações permite identificar pontos que merecem atenção – compras desnecessárias de um associado, por exemplo – e pontos que valem ser mantidos – descontos maiores conseguidos junto a um determinado fornecedor.

O ser humano por si só já consegue grandes feitos nas negociações e na gestão, mas o software facilita em outros aspectos além dos apresentados acima, deixando o gestor e associados “com mais liberdade” para pensar em estratégias ao crescimento da central.

Centrais de negócios: o crescimento não é algo rápido

Você viu que pontuamos 8 questões que, se trabalhadas nas centrais de negócios podem e vão ajudar no crescimento.

Se for necessário colocar todos eles em prática do zero, os resultados podem demorar um pouco para chegar.

O importante é que essas dicas sejam colocadas em prática gradativamente, para que todos consigam acompanhar e contribuir naquilo que podem.

Dessas dicas, muitas você já deve ter lido em outros conteúdos. Procuramos reforçar esses pontos pois sabemos que eles são primordiais ao sucesso das redes e centrais.

Nesse sentido, analise todos eles e identifique quais sua central já utiliza e quais ainda não. Talvez os que já são feitos podem necessitar de algumas melhorias, por que não?

Desejamos que esse conteúdo realmente agregue de alguma forma no crescimento da sua central! Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco!

E se desejar, confira o nosso Kit Fundamental de Gestão elaborado com dicas e informações para ajudar ainda mais o crescimento da sua rede ou central! Faça o download gratuito abaixo!