Acordos comerciais nas redes e centrais de negócios

Acordos comerciais nas redes e centrais de negócios

Se você integra uma rede ou central de negócio, já deve saber um pouco sobre os acordos comerciais. Eles se referem as combinações entre parceiros ou fornecedores no intuito de obter vantagens competitivas para ambos. E ainda, normalmente são estabelecidos no setor de vendas.

Entenda o que eles são, quais os benefícios de realizar essas práticas dentro deste modelo de negócio e descubra quais são os acordos comerciais mais comuns e indicados para as redes e centrais de negócios.

Quem explicou de uma forma prática um pouco mais sobre este assunto foi o Jeferson Rosa, Gerente de Treinamento da Área Central:

O que são os acordos comerciais?

Jeferson Rosa: Acordos comerciais são uma forma das redes e centrais ganharem sustentação na questão de verba e também firmarem com mais eficácia as parcerias com seus fornecedores. Eles são estabelecidos com o objetivo de alavancar as compras e, em contrapartida, gerar verbas para a rede. Isso através de bonificações em produtos, dinheiro ou verbas direcionadas. Muitos acordos comerciais são fechados com base em metas, buscando aumento na participação de market share daquele fornecedor. Isso para ações de marketing, introdução de novos produtos ou de campanhas bem segmentadas.

Por que fazê-los?

Jeferson Rosa: Os acordos comerciais geram sinergia entre as partes envolvidas, inclusive, até países fazem acordos comerciais, como por exemplo, no Mercosul. Eles possuem a capacidade de fortalecer a posição de mercado de ambas as partes. Isto é, aumentar as vendas e o reconhecimento dessas marcas envolvidas.

Quais tipos de acordos comerciais existem?

Jeferson Rosa: Em muitos casos os próprios gestores e associados das redes e centrais não estão atentos aos tipos de acordos que são firmados e por isso acabam perdendo muito dinheiro. As principais variações de acordos comerciais que existem são: acordos de fidelidade ou exclusividade com a rede ou central; acordos de marketing; acordos específicos de algum encarte que a rede produza; acordos de sustentabilidade; acordos de metas ou escaláveis; acordos com restrições ou específicos de alguma linha ou categoria de produto.

Como gerir essa oportunidade de negócio?

Jeferson Rosa: Um dos maiores desafios de gestão é controlar esses acordos comerciais. Desde estar atento às particularidades de cada contrato até na hora de efetivamente receber essas bonificações. Softwares de gestão como a plataforma da Área Central, permitem aos gestores administrarem os contratos e acompanharem em tempo real cada oportunidade gerada. Então, identificando durante o processo se é preciso correções para cumprir aquele contrato, ou até mesmo, melhorar os resultados obtidos.

Tipos de acordos comerciais e suas definições

O Jeferson Rosa apresentou acima alguns acordos comerciais que podem ser praticados nas redes e centrais de negócios. Agora vamos explicar um pouco sobre alguns deles:

  • Acordo de Fidelidade: é um modelo de acordo em que o fornecedor oferece benefícios (descontos, mercadorias bonificadas ou depósitos em dinheiro), para incentivar a rede ou central a adquirir um número maior de mercadoria em relação ao concorrente dele;
  • Acordo de Exclusividade: caracteriza-se quando se estabelece um contrato entre duas ou mais partes para que elas negociem somente entre si em relação a uma área específica do negócio. Ele funciona no sentido de não haver comprometimento com outras partes por um determinado período de tempo. Um outro aspecto dele é que normalmente se restringe apenas a uma das partes. Entretanto, pode ocorrer no sentido de o comprador só adquirir mercadoria de um determinado fornecedor, ou do fabricante despachar produtos por um determinado prestador de serviço;
  • Acordo de Marketing Cooperado: verba destinada à elaboração e produção das ações de marketing específicas que são estabelecidas e desenvolvidas pelos associados em suas empresas;
  • Acordo de Encartes: O encarte produzido pela rede ou central pode ser barateado se os fornecedores participam, isso porque a maioria deles possui verbas específicas para divulgação de seus produtos e marcas. Ele pode contribuir através de uma cota e a empresa permitirá a participação nos encartes por um determinado período. Ou por meio da compra de espaços no tabloide de forma individual.

Controle dos acordos comerciais com a Plataforma AC

Como o Jeferson mencionou, o software de gestão da Área Central permite ter total controle dos acordos comerciais. Através de recursos específicos para esse tipo de negociação, é possível acompanhar oportunidades que podem surgir. E ainda, ao longo do tempo, se existe a necessidade de adequações para cumprir com o que foi estabelecido entre as partes.

Os acordos comerciais podem ser benéficos, mas precisam ser realizados com atenção e comprometimento. Eles lidam com grande volume de produtos comercializados entre fornecedores e compradores. Por isso, é fundamental contar com um software de gestão para que os dois lados sejam beneficiados.

Tem interesse em conhecer a Plataforma da Área Central e saber como funciona o módulo de Bonificações com mais detalhes? Peça uma Demonstração Gratuita!

Leave a Reply