5 formas de aumentar sua lucratividade no varejo

5 formas de aumentar sua lucratividade no varejo

Constantemente precisamos lidar com desafios no comércio varejista. Existe muito a questão do mercado cada vez mais exigir uma maior atuação do lojista nos meios on-line e off-line e de forma integrada.

Devido a esses desafios frequentes, a lucratividade no varejo está em constante transformação. É muito fácil você ver o lucro se perder pelo caminho e logo após ter dificuldades para se manter estável, isso se não acompanhar as mudanças.

Nesse sentido, queremos apresentar 5 formas que podem e vão contribuir para que você lojista consiga aumentar a rentabilidade no seu negócio! 

Lucratividade no varejo demanda dedicação

Muito já falamos em outros conteúdos aqui do blog de como o consumidor final está se transformando, até mencionamos sobre uma nova versão deles, os clientes omnichannel.

Esse novo grupo de clientes está mais informado, mais conectado, mais atento as ofertas disponibilizadas no mercado. Não é qualquer anúncio que convence, não é um produto comum que encanta, ele está muito mais interessado nas experiências relacionadas ao que está adquirindo.

Então, a lucratividade vai muito além de um produto de qualidade e um preço competitivo, é preciso buscar entender o seu cliente ideal a fundo, de tal maneira que, ao comprar o produto ou adquirir o serviço da sua loja, ele leve consigo uma experiência de compra positiva.

1 Faça a precificação correta dos produtos

Faça a precificação correta dos produtos

Sua lucratividade no varejo pode estar bastante relacionada com a precificação errada dos seus produtos/serviços. Você utiliza critérios para estabelecer o preço corretamente? Ou apenas coloca uma porcentagem em cima do preço que foi pago?

Claro, essa segunda suposição talvez não seja o seu caso, mas é muito comum encontrarmos no mercado empreendedores que por falta de conhecimento na precificação dos produtos, acabam por colocar um preço que consideram “justo” o que acabará comprometendo o orçamento a longo prazo.

Alguns aspectos que precisam ser analisados para que o cálculo seja feito corretamente são os custos, as despesas e o lucro. E ainda, que você analise o preço praticado pela concorrência e pelo mercado.

2 Controle as contas a pagar

É primordial que você controle não apenas as contas a pagar, mas também as receber. Contudo, podemos dizer que as que precisam ser pagas são mais críticas quando se fala de lucro.

Como a falta de controle deste ponto pode afetar sua lucratividade?

Os juros que recaem sobre as contas atrasadas podem pesar muito no seu bolso fazendo consequentemente que você tenha mais despesas. Estas que serão pagas com o “lucro” que você conseguiu em cima dos seus produtos.

Então, um dos pontos que podem e vão afetar na lucratividade do seu negócio são os juros que surgirão caso você não realize o pagamento das contas dentro do prazo.

Dica: você tem contas a pagar pessoais e da sua empresa, correto? Em hipótese alguma misture o financeiro dessas duas áreas. Controle as contas a pagar pessoais de forma separada das contas da empresa. Ao fazer isso você irá notar uma “lucratividade” em ambos os orçamentos, já que os valores de entrada e saída fecharão.

3 Monitore as promoções realizadas

Monitore as promoções realizadas

As promoções podem não trazer tanto lucro se não forem bem planejadas, possibilitando que sejam ainda mais prejudicadas se não existir um monitoramento eficaz. 

Por isso desenvolva uma estratégia para que determinada promoção traga um retorno interessante ao seu negócio. Por exemplo: o produto em promoção é o que está acumulado em estoque?

Analisar constantemente as promoções feitas, são prioridades para definir as próximas. Não se trata apenas de se preocupar com o preço, mas de verificar outros pontos, como o estoque, para que ela traga um retorno positivo.

4 Foque na experiência do cliente

A experiência e a relação que o cliente tem com sua marca são tão importantes quando o produto que você oferece a ele. Quando se fala sobre elaborar estratégias focadas em melhorar a experiência do cliente, é pensar muito além de um produto funcional e bonito.

É surpreender no atendimento, realizar um primeiro contato inesperado ou fidelizar o cliente com um pós-venda encantador.

Quando trazemos essa visão para o ambiente digital, você pode oferecer ao cliente canais de atendimento diversificados com retorno ágil e colocar a disposição dele várias formas de pagamento.

Monitorar os pontos de contato do cliente com o seu negócio permite que você tenha insights de aspectos que podem necessitar de melhorias para que ele tenha uma boa experiência durante essa relação com sua empresa.

Até porque, no digital você consegue saber quanto tempo o cliente ficou no site, quais páginas visitou e quanto tempo levou até que ele fosse respondido no inbox do Facebook, por exemplo.

E ainda, sobre experiência no digital, uma das formas é você entregar conteúdo de qualidade, que realmente colabore para que ele consiga resolver um problema. Isso é possível através de uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo.

Então, quando se fala em experiência do cliente, ela está relacionada ao seu produto, mas principalmente a todas as outras vertentes que serão trabalhadas pelo seu negócio. 

O cliente chega até você muito informado sobre o seu produto. Cabe a você surpreendê-lo com o que ele ainda não sabe ou não espera.

5 Tenha um software de gestão

Tenha um software de gestão

Automatizar o controle das compras feitas e dos produtos que foram vendidos, por exemplo, são pontos que podem trazer grandes melhorias quanto a lucratividade no seu negócio.

Isso porque, você terá uma maior agilidade nos processos e maior assertividade na gestão de fornecedores. E ainda, redução dos erros, economia de tempo e recursos e maior acesso às informações, o que consequentemente contribuirá para decisões mais assertivas.

O aspecto mais importante quanto ao software e a forma que ele irá colaborar para a sua lucratividade no varejo, é quanto a você conseguir ter uma visão completa das compras feitas e do que vem sendo vendido. 

Ao analisar esses dados, você consegue identificar se determinado fornecedor está oferecendo alguma vantagem em relação ao outro. E ainda, ao comparar o número de peças de um determinado produto comprado com o número vendido, você consegue identificar quantos ainda existem no estoque.

Então, o lucro não surgirá diretamente neste caso, mas com certeza uma ferramenta de gestão irá agilizar processos, otimizar tempo e irá garantir uma maior assertividade quanto às informações do seu negócio.

E então?

Você viu que falamos sobre 5 formas de aumentar sua lucratividade no varejo. São questões simples, mas que irão favorecer, direta ou indiretamente, a rentabilidade do seu negócio.

Nossa maior dica para que você continue atuando de maneira eficaz no mercado varejista, não só no ponto de ter lucro, mas de agregar como empresa no dia a dia dos consumidores, é que você busque melhorias em todas as áreas e de forma constante.

Mesmo com a tecnologia tomando cada vez mais espaço, trazendo maior agilidade nos processos, ainda é o contato humano, a experiência que seu negócio proporciona ao cliente que irá contar mais.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco! 

Se você tem dúvida se é possível gerenciar todas as áreas em uma única ferramenta, confira o conteúdo Posso gerenciar as áreas do meu negócio em um único software de gestão? e entenda mais!