5 dicas de sucesso para centrais de compras

A área de compras de uma pequena ou micro empresa é o pulmão do negócio, sendo o baixo poder de negociação uma das principais dificuldades encontradas por essas PMEs, tanto em relação ao preço quanto ao prazo de pagamento, já que os grandes fornecedores ainda não aceitam pedidos em pequenas quantidades. O acesso das pequenas empresas se torna reduzido, impactando diretamente no valor final da mercadoria e no próprio lucro das empresas.

Pensando nisso, levantamos alguns pontos que podem ser interessantes para PMEs. A ideia não é classificar qual área é a mais importante nem detalhar processos, mas procurar dar a atenção devida à central de compras.

1.   Começando pela cotação. Hoje é fundamental para qualquer empresa ter poder de negociação e é na fase da cotação que isso deve ser utilizado. Quem faz as cotações precisa saber qual o melhor lugar para comprar, quais as vantagens e desvantagens, e principalmente como diminuir os custos. Esses são três fatores essenciais para começarmos uma cotação, ou seja, a escolha pelo produto com melhor preço e qualidade.

2.    O perfil do profissional responsável pelas compras também precisa estar em harmonia com o DNA do negócio e fornecedores. Muitas vezes, a falta de habilidade, desempenho, e até de força de vontade podem estar comprometendo todo o processo de compras e travando o fluxo saudável do negócio. Reveja, se necessário, este profissional ou procure estar mais próximo dele.

3.    Hoje também são oferecidas várias plataformas de gestão específicas para centrais de compras. Os programas são focados no processo, desde a cotação até o relatório final de desempenho. O interessante é a otimização de tempo e o resultado rápido que a tecnologia oferece, dando maior precisão aos resultados, diminuindo a margem de erro, e aumentando os lucros da empresa.

4.    Organizações de pequeno e médio porte possuem pouca competitividade com relação às grandes. Isso quer dizer que é preciso explorar alguns aspectos, como a relação com os fornecedores. Neste contato está a possibilidade de redução de preços, análise de qualidade e quantidade, além de garantir menos retrabalho quanto a reposição de material ou atrasos.

5.    Depois do processo de compra feito e a entrega realizada, é preciso pensar que haverá uma próxima compra, todavia, antes disso acontecer é necessário que haja um relatório estratégico para acompanhamento das compras e que, a partir dele, se analise se o processo está acima do desejado. Compare os produtos, fornecedores, preço, entrega, e tudo o que poderá somar para uma melhor compra.

O importante é que as PMEs entendam que fazer parte de uma central de compras traz um conjunto de vantagens ao varejista, não só em relação aos preços, mas também por meio do contato com outros empresários.

Há certa urgência em mudarmos nosso olhar sobre o setor de compras para sairmos do automático e prestarmos mais atenção no que pode ser melhorado. Muitas vezes, pequenos detalhes fazem toda a diferença e a tecnologia está aí para melhorar cada vez mais o desenvolvimento e o sucesso de qualquer tipo de negócio, independentemente do tamanho.

Leia também nosso post sobre como obter mais lucro sendo uma pequena empresa.

 

 

 

2 comments

  1. Olha, todo assunto que leva direcionar informações de interesse em um conjunto pensando em parceria, me leva ao encontro de pensar em vantagens, o momento é cada vez mais oportuno para se pensar em juntar forças. (Obs) Área Central vem proporcionando aos parceiro muitas vantagem Ex: uma ferramenta hoje, indispensável para um grupo se organizar independente de setor, cada vez mais necessário, parabéns pelas atitudes em nos proporcionar com as informações que necessitamos em nosso caminho.

    Central de compras – Central Certa – Rio do Sul – Santa Catarina

    1. Olá, Valdemar. Agradecemos suas felicitações, e principalmente seu Feedback. Buscamos evoluir constantemente, proporcionando cada dia mais ferramentas e benefícios para o sucesso dos usuários do Área Central.

Comments are closed.